Porquê a sua marca precisa de uma boa copywriting.

Ana Paula Martins
Ana Paula Martins

Formada em Publicidade e Propaganda; MBA Marketing Branding e Growth

Ana Paula Martins
Ana Paula Martins

Formada em Publicidade e Propaganda; MBA Marketing Branding e Growth

No universo multifacetado do marketing, a copywriting emerge como uma arte sublime, muito além da mera escrita de vendas. É a voz da marca, o narrador de histórias e o elo entre a empresa e o seu público.

Ao capturar a essência de uma marca e traduzi-la em palavras que ressoam com o público, a copywriting se torna um pilar central não apenas no marketing, mas na própria identidade e presença da marca no mundo.

O que é copywriting?

Copywriting é o processo de criação de textos convincentes voltados para o marketing e vendas, incluindo conteúdos para e-mails, websites, blogs, catálogos, anúncios, e-books e campanhas publicitárias de modo geral.

A copy tem como principal objetivo, convencer um público-alvo de tomar uma decisão, seja ela de uma compra imediata de produto ou serviço, ou na compra de uma ideia, como por exemplo, a de que a sua marca é a melhor do seu nicho.

Como o copywriting se aplica ao marketing e qual sua importância?

Atração e engajamento: é essencial para atrair e engajar o público. Os textos são criados para alcançar pessoas em diferentes estágios do funil de vendas, começando por aqueles que ainda não estão convencidos a comprar. O conteúdo é estrategicamente desenvolvido para captar a atenção e suscitar interesse, o que é crucial para levar os consumidores adiante no funil.

Educação e persuasão: uma parte vital do copywriting é educar o público sobre produtos, serviços ou ideias. Este aspecto vai além da simples promoção, oferecendo informações úteis e relevantes que ajudam os consumidores a tomar decisões informadas. Ao mesmo tempo, uma boa copy tem o poder de persuadir, influenciando sutilmente as decisões de compra.

Copywriting no funil de vendas:

·         Topo do Funil: conteúdos voltados para conscientização e atração de potenciais clientes.

·         Meio do Funil: aqui, o foco é em pessoas que consideram a compra e buscam mais informações.

·         Fundo do Funil: conteúdos criados para encorajar a decisão final de compra, sendo mais diretos e objetivos.

Condução à ação: uma boa copy incentiva os leitores a tomarem ações específicas (CTAs), como se inscrever em uma newsletter, fazer uma compra ou baixar um material. Ela é fundamental para conduzir conversões efetivas no marketing de conteúdo.

Importância estratégica: o copywriting é crucial para o sucesso das estratégias de marketing e vendas. Um texto bem elaborado deve ser envolvente, relevante e confiável, estabelecendo o canal de comunicação da marca como uma fonte principal de informação. Ele não só informa, mas também constrói confiança, credibilidade e uma conexão genuína com o público.

Criatividade e pesquisa: para criar um conteúdo que se destaque, o copywriting exige criatividade e pesquisa aprofundada. Isso garante que os conteúdos sejam não apenas informativos, mas também originais e interessantes.

Copy boa x copy ruim

Diferenciar entre uma copy boa e uma copy ruim é essencial para qualquer estratégia de marketing eficaz. Uma copy ruim muitas vezes cai na armadilha de ser genérica, repetitiva e repleta de clichês. Conheça alguns pontos cruciais que fazem uma copy ser boa ou ruim:

Copy ruim:

·         Texto pobre: a qualidade da escrita é essencial. Um texto ruim, cheio de erros gramaticais ou com linguagem pobre, compromete a eficácia da mensagem.

·         Falta de credibilidade: se o texto não transmite confiança ou não reflete a autenticidade da marca, ele falha em estabelecer uma conexão genuína com o público.

·         Informação excessiva: overloading de informações pode confundir em vez de esclarecer. Uma copy eficaz deve ser concisa e direta ao ponto.

·         Falar apenas sobre o produto: concentrar-se apenas nas características do produto/serviço sem destacar os benefícios para o consumidor torna a copy menos atraente.

Copy Boa:

·         Escrita de qualidade: redatores especializados garantem uma copy bem escrita e revisada, eliminando erros e aprimorando a clareza da mensagem.

·         Construção de confiança: uma boa copy desenvolve uma relação de confiança com o público, mostrando genuíno interesse em suas necessidades.

·         Dosagem certa de informação: “menos é mais” pode ser uma abordagem eficaz. A copy deve ser segmentada e direcionada para abordar as necessidades específicas de diferentes públicos.

·         Enfatizar os benefícios: focar nos benefícios do produto/serviço e como eles atendem às necessidades do consumidor aumenta a relevância da copy.

·         Autenticidade e criatividade: copiar textos prontos de um concorrente ou de qualquer lugar que você viu na internet pode ser mais fácil, mas não convence. Use a comunicação personalizada da sua marca, faça um texto original e criativo.

Importância de Gatilhos Mentais e Persuasão:

Utilizar gatilhos mentais, como a reciprocidade, aprovação social, afinidade, autoridade, compromisso e escassez, pode tornar a copy mais persuasiva e eficiente. Esses princípios psicológicos devem ser usados estrategicamente para influenciar a decisão do consumidor de forma positiva.

Case de sucesso

Uma academia de Porto Alegre, SIZES Fitness, trabalhou a copy com maestria em sua campanha de marketing. Ao invés de apenas usarem uma CTA genérica como “Melhore sua autoestima” ou “Construa o corpo dos seus sonhos”, de maneira sagaz e provocativa, conseguiram apontar os maiores benefícios de seu serviço.

Fonte: https://www.instagram.com/p/CzrWkzNPUCv/?img_index=1

Na Feel, reconhecemos que copywriting é uma arte, uma forma de comunicação que vai além de simples slogans e chamadas para ação. Ela é a voz da sua marca, o meio pelo qual as histórias são contadas, as conexões são forjadas e os valores são compartilhados. Se quiser elaborar campanhas verdadeira, convincentes e originais para sua marca, é só entrar em contato conosco.

Assine nossa newsletter!